top of page
  • Foto do escritorVitor Bertuzzi

Quem manda na empresa é o caixa! Entenda as diferenças entre resultado operacional, lucro líquido e EBITDA

O sucesso de uma empresa não se mede apenas pelos seus lucros, mas pela robustez de seu fluxo de caixa.

Compreender as diferenças entre resultado operacional, lucro líquido e EBITDA é essencial para avaliar corretamente os resultados do seu negócio e saber quando focar em cada um desses indicadores.


Resultado Operacional: este indicador reflete o desempenho puro das atividades operacionais da empresa, excluindo receitas e despesas financeiras, bem como efeitos extraordinários. É essencial olhar para o resultado operacional quando se quer entender a eficiência do núcleo do negócio, sem a influência de elementos externos.


Lucro Líquido: o lucro líquido é o resultado final da empresa após todas as receitas e despesas, incluindo as financeiras e os impostos. Ele mostra o quanto efetivamente sobra para os acionistas após todas as obrigações. É o número que geralmente chama mais atenção, pois reflete o resultado final da atividade empresarial.


EBITDA (Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation, and Amortization): este indicador financeiro mede a lucratividade antes de juros, impostos, depreciação e amortização. É um excelente termômetro para medir a capacidade de geração de caixa operacional da empresa, independentemente de suas estruturas de capital e fiscal. O EBITDA é útil para comparar a eficiência entre empresas e setores, pois neutraliza os efeitos de decisões financeiras e contábeis.


Cada um desses indicadores oferece uma perspectiva única sobre a saúde financeira e operacional da empresa. Saber quando focar em cada um pode fornecer insights cruciais que ajudam a direcionar melhor as estratégias de negócios e garantir uma gestão financeira eficaz.

Vamos elaborar uma tabela simples que demonstra como cada um desses indicadores financeiros pode ser calculado, considerando uma situação hipotética:


Cálculos:


Resultado Operacional:


Resultado Operacional=Receita Total−CMV−Despesas Operacionais

Resultado Operacional=500.000−300.000−50.000=150.000


EBITDA (Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização):


EBITDA=Resultado Operacional+Depreciação e Amortização

EBITDA=150.000+30.000=180.000


Lucro Líquido:


Lucro Líquido=Resultado Operacional−Despesas Financeiras+Receitas Financeiras−Impostos

Lucro Líquido=150.000−20.000+10.000−40.000=100.000


Esta tabela e os cálculos fornecem uma visão clara de como cada indicador é derivado e sua relevância para a análise financeira da empresa.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

댓글


bottom of page